O Que é a MAMOGRAFIA? Tudo Sobre o Exame de Mamografia.

Publicado em 12/09/2018117
O Que é a MAMOGRAFIA? Tudo Sobre o Exame de Mamografia.

O que é Mamografia?


É o exame de diagnóstico com a utilização dos Raios-X para estudos da mama. O exame de mamografia é realizado através de um aparelho chamado mamógrafo, no qual o paciente é posicionado e radiografado. A imagem possui uma alta qualidade para verificar minúsculos detalhes no tecido mamário, por isso é tão importante na luta contra o câncer de mama. Em um exame de mamografia digital, por exemplo, é possível verificar cada ponto da imagem com zoom para detectar qualquer sinal suspeito de cisto ou nódulos

 

História da Mamografia


Os estudos sobre lesões nas mamas através de radiografias iniciaram aproximadamente 18 anos após a descoberta dos Raios-X. A primeira radiografia da mama foi realizada por Albert Salomon em 1913, ele radiografou uma mama que havia sido removida por mastectomia.

Sabe o que é Mastectomia? Veja essa e outras palavras no Glossário de Radiologia.Glossário de Radiologia.

Em 1950 o médico Raul Leborgne, no Uruguai, descobre a importância de posicionamentos e a necessidade da compressão. Em 1966, a General Eletrics (GE) apresenta o primeiro aparelho para realizar mamografia.

Em 1998 é desenvolvido um cassete único, que permite a troca de imagem de cassete para ponto digital em uma maquina. Tornando possível através da computação manipular imagens mamográficas, sendo o início da Mamografia Digital.

 

Câncer de Mama


O câncer de mama é um tumor que se desenvolve na mama como consequencia de alterações genéticas em algum conjunto de células da mama, que passam a se dividir descontroladamente.

Este é o segundo tipo mais frequente no mundo e entre as mulheres o câncer mais comum. A taxa de mortalidade no Brasil é crescente, isso porque a doença é diagnosticada em maioria dos casos em estágio avançado.

O câncer de mama atinge pessoas acima dos 35 anos, sendo casos raros abaixo desta faixa etária. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) as estatísticas indicam aumento da incidência do câncer de mama em todo o mundo.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer - INCA, durante o ano de 2014 foram aproximadamente 57 mil novos casos de câncer na mama no Brasil.

Quando detectado de forma precoce aumentam as chances de cura e a mamografia é o melhor e principal método para diagnósticar o câncer de mama na sua fase inicial.

 

BiRads


BIRADS é a sigla de Breast Imaging-Reporting and Data System, uma classificação para diagnóstico no exame de mamografia. A classificação Bi Rads é dividida em sete categorias:

  • Bi Rads 1 - Sem achados.
  • Bi Rads 2 - Achados benignos.
  • Bi Rads 3 - Achados provavelmente benignos.
  • Bi Rads 4 - Achados suspeitos:

 

a)    Baixa suspeição

b)    Média suspeição 

c)    Alta suspeição


  • Bi Rads 5 - Achados altamente suspeitos.
  • Bi Rads 6 - Achados com diagnóstico de câncer.
  • Bi Rads 0 - Avaliação adicional.

 

A categoria Bi Rads 4 é a única que possui subdivisões, onde o diagnóstico pode possuir três tipos de achados suspeitos.

 

Posicionamentos


Existem dois posicionamentos básicos na mamografia, são eles:

  • Crânio Caudal
  • Médio-lateral Oblíqua

Os outros posicionamentos na mamografia são considerados especiais, avançados ou adicionais, são eles:

  • Crânio Cauda Forçada
  • Cleópatra
  • Clevage
  • Caudo Cranial
  • Médio Lateral ou Perfil Externo
  • Latero Medial ou Perfil Interno
  • Manobra Compressão Localizada
  • Manobra Rotacional
  • Manobra Tangencial

Para realização de exame de mamografia em mulheres com prótese de silicone é realizada a Técnica de Eklund.

O exame também é realizado em homens, utilizando o posicionamento Crânio Caudal ou Caudo Crânial.

 

Mamógrafo

 

O mamógrafo ou aparelho de mamografia é utilizado exclusivamente para estudar a anatomia da mama através dos Raios-X. O princípio de formação de imagem é o mesmo do aparelho de radiografia, a ampola dentro do mamógrafo emite feixe de Raios-X com maior penetração para interagir no tecido mamário. O mamógrafo possui o ânodo composto pelo elemento molibdênio, com isto a radiação emitida interage com a mama com melhor qualidade de imagem. Para melhorar a qualidade da imagem a mama é comprimida para se tornar uniforme e os tecidos ficaram totalmente visíveis na imagem mamográfica.


Fonte: http://radiologia.blog.br/ 



Compartilhe

Facebook

Twitter

Google+

©2015 Diagnose - Clínica da Imagem                  Desenvolvido por VBeal WebSolutions